Translate

terça-feira, 27 de novembro de 2012

DIARIO DA RECUPERAÇÃO DAS QUEIMADURAS (aos 6 Meses)

Meu Querido Leitor e Amigo

Obrigada pelo seu interesse e contactos a perguntar como estou a recuperar.
Uso o blog para o informar que estou quase bem. :)
As pernas e braços no geral estão lindamente.  A zona de queimadura profunda, a que ficou encortiçada, sem sensibilidade e cuja pele teve de se reconstruir toda, é que ainda requer atençao.
Deixou na coxa uma mancha de cor variável; conforme tem mais ou menos sangue. Varia entre o roxo e um bege muito palido dependendo de se estou mais tempo em pé ou se tenho a perna em descanso apoiada em algo alto.
Se como bem e limpo noto uma recuperação mais rapida e sem incomodos. Quando como "asneiras"... :/ (mesmo apenas farinhas,  laticinios ou ovos) aparecem ardores e outras coisas desagradáveis.
Tambem tive de voltar a fazer mais exercicio, pois depois de tantos meses a mexer-me pouco apareceram disturbios estranhos nas articulações. Mas como não posso andar vestida muito tempo, ainda mais com roupa justa, faço, em casa, biciclete elitica e yoga.
Entretanto a "pele de queimadura" que cobria esta mancha vai desaparecendo.
Esta pele é muito fina, sensivel e pouco elastica. Assa facilmente com o contacto da roupa e doi, se devia contrair ou esticar conforme os movimentos que faço.
Felizmente está a ser substituida por pele branca, normal, flexivel. Com pêlos e poros.
Só a pele com pêlos, células mortas, poros, sebo e suor é funcional e agradável de usar. ;)
Antes a pele nova aparecia na orla da mancha. Ultimamente aparecem por todo o lado pontos brancos que se multiplicam e alastram em manchas de boa pele.
Porém já aprendi a não fazer planos para quando vou ter a pele toda boa e funcional.
Um médico disse-me que isto em geral dura um ano; a que se adiciona mais outro sem banhos de sol.
Pelo menos evitei hospitalizações, drogas, cirurgias e cicatrizes.
Em vez de ter custado um balúrdio em complicações nos hospitais ... estou a fazer tudo em casa, sem dores, sem drogas e sempre a tratar da minha vida como necessario.
O J., que é bom em contas além de que tem muita pratica de orçamentos e coisas afins, assegurou-me que nestes 6 meses nem 200€ gastamos com este acidente. E que o mais caro foi o tofu para os emplastros.
Entretanto continuo e escrever o diário do que vou fazendo. Mas notei que publicar e partilhar já esta aventura estava a perturbar a agregação de energia harmoniosa para que a cura perfeita aconteça.
Pronto. Já estão aqui as novidades todas.
Obrigada pelo seu interesse e pelo apoio que me tem dado.
Para si, amigo/a, um abraço cheio de gratidão :)




sábado, 20 de outubro de 2012

Estou Muito Emocionada. Um meu Professor de Liceu Escreveu Isto Sobre Mim:




Isto emocionou-me muito <3
Ao guglar o meu nome para ver se encontrava este mesmo blog, não o encontrei; mas apareceu-me este post do Dr. Matos.
O nosso antigo professor no LNS (Liceu Nacional de Setubal). Nas fotos apareço com o cabelo comprido e preto.
Nunca tenho saudades do que já vivi. Posso apenas ter saudades das pessoas que então existiam na minha vida.
Dificil reconhecer-me nestas fotos de adolescente. No entanto parece que mesmo adolescente já atraia fotografos.
Na foto colorida, em que estou de perfil, creio que tenha sido tirada com uma teleobjectiva nalgum corredor ou no recreio. Paparazzi! ;-)
Quanto à foto a preto e branco em que eu, desgrenhada, olho a objectiva por cima do ombro, creio recordar ter sido quando me acocorei dentro da torre de menagem do castelo, no nosso carro do corso de Carnaval. E onde eu devia ir em pé, vestida com uma tunica. Porém o publico infrene atirava-nos saquinhos com feijão e serradura. Aquilo doia e  eu protegi-me.
Era talvez como agora com os reality-shows em que confundem as pessoas reais com as personagens de ficcão e as agridem ou as fazem passar por perigos tremendos. Deviam julgar que nós eramos bonecos por irmos num carro no corso de carnaval :/
Assim, este é o link: http://memoriarecenteeantiga.blogspot.pt/search?q=Maria+Afonso
Ou então clique já aqui.
Muito obrigada, Dr. Matos! :-)

domingo, 26 de agosto de 2012

DIARIO DA RECUPERAÇÃO DAS QUEIMADURAS: 20º Dia









20º Dia:

8h 05m – Afinal o sabado em que isto aconteceu era dia X e não Y. Estamos na 3ª semana. Ainda bem que existem os dias da semana além dos do mes para termos uma 2ª referencia. Acertei no sabado.
Incrivel verificar como isto todo me perturbou tambem a nivel não fisico. Nunca na vida me tinha sentido mentalmente cansada.
Hoje ao acordar encontrei alivio quando apoiei a cara na outra face da almofada. Tem uma superficie toda em piramides de espuma. Bizarrias de experiencias que estou a ter.
Estou a elevar os quadriz por causa do desagradavel que é continuar com eles apoiados. Tenho é de sair da cama e ir reclinar-me nas almofadas na zona onde costumo fazer yoga. Mas antes tenho de ir retirar as compressas secas e coladas pelos mucos. Molho-as com o duche fraco e espero que se soltem. Tenho tempo e paciencia para tudo. Viver o presente e na vida só nos acontecem coisas boas. 
E ver se escrevo. Alem deste diario. Preciso acabar de rever o romance “Alice na Revolução”. A editora no ano passado fez-me algumas sugestões. Estive mais de um ano a trabalhar sobre elas. E o romance melhorou muito. Logo que acabar de o rever mando-o logo para a editora.
É tão dificil parar de acrescentar detalhes, notas de rodapé e episodios. Tanta gente que me vai contando como viveram aqueles tempos. Aquela época da revolução de 1974 em Lisboa tem tantas histórias que precisam ser contadas. Tão divertidas. Tão paradoxais.
O Dan Brown diz que

sábado, 25 de agosto de 2012

DIARIO DA RECUPERAÇÃO DAS QUEIMADURAS: 19º Dia




19º Dia:

Tenho camadas de pele frita ou apenas morta a cair da perna. Parece um botim feito com o folhado dos pasteis de Tentugal. Até pelas cores, entre o bege claro e o castanho escuro. Ando sempre tão à moda que até doente arranjei maneira de ter um botim de pele. ;-)Desta vez pele minha.
Em cima, a coxa, parece um leitão da Bairrada bem tostadinho... Em baixo, a perna, parece um Pastel de Tentugal. Grande petisco aqui arranjei!
Na coxa apareceram manchinhas encarnadas separadas por tecido branco. Não sei que sejam exactamente mas tem bom aspeto. Deve ser a

quinta-feira, 23 de agosto de 2012

DIARIO DA RECUPERAÇÃO DAS QUEIMADURAS: 18º Dia

18º Dia:

7h 20m - Levantei-me cedo para aproveitar a presença do J antes de ele ir para o escritorio.
Ainda era de noite. Fui eu mesma mudar uma mangueira. Mas com ele em casa sinto-me mais segura. Posso pedir ajuda mais facilmente.
Foi mais facil eu mesma fazer isso, pois é uma complicação as pessoas entenderem como se fazem as coisas nesta casa. Ele está habituado a regar o jardim apenas carregando num botão...
Esta era a mangueira que leva a agua que sai da banheira da casa para uma caldeira à escolha no jardim. E tem de se mudar pois esta agua é demasiado rica em azoto para o bem-estar dos citrinos. Tambem os tomateiros precisam de um pouco de stress hidrico para começarem a florir. Estavam há quase 20 dias com agua e azoto a mais. E só tinham folhas e caules. Enormes.
Esta caldeira era praticamente a unica que estava cheia de verde. Todo o resto do jardim estava a precisar de rega. O J regou-o duas vezes; mas pelo tempo que lhe dedicou creio que apenas deu um duche às plantas. Para as constipar. Talvez... ;-)
Ele esforça-se imenso por fazer tudo bem feito, mas desconhece tanta coisa da vida pratica.
Preciso de lhe estar muito grata pois sem a ajuda dele ia ser dificil tratar-me aqui em casa. E impossivel, sem “ajuda mercenária”.
E eu preciso de me mexer para manter a energia em movimento. Não posso ficar na cama a amolecer/apodrecer. Para mortos já chegam os tecidos frititos que estão a sair da minha perna.

Booktrailer "Contos com Final Feliz"

Eu numa Publicidade ao Sabão Clarim. Há tantos anos! ;-)

terça-feira, 7 de agosto de 2012

DIARIO DA RECUPERAÇÃO DAS QUEIMADURAS: 17º Dia

17º Dia:

8h 15m – Voltei a acordar cheia de comichões profundas na coxa. Dizem que comichão é cura. Será? 
Levantei-me, fiz amaroli, deixei secar, duchei e todo o etc do costume.
Ainda não posso tocar na pele nova. Nunca pensei desejar tanto ter células mortas a cobrir a pele.
Bebi água de argila e tomei tres comprimidos de carvão vegetal.
Tinha o pé um bocado dormente. Pus o rolo de massagem debaixo dele. E o cinto da ginastica à cintura. Já que mal me posso mexer sempre mantem a energia em maior movimento.
E estou com fome. Bom sinal! :-)
Arrozinho integral com algas, tofu cozido e molho de miso de cevada. Diluindo este em liquido de picles que fiz o ano passado. 
...
Acabei agora de comer. Soube-me lindamente. :-)
 ...
Tambem tenho de ir cortar mais fatias de tofu. 
Estou é  farta dos emplastros em papa. 

sábado, 4 de agosto de 2012

DIARIO DA RECUPERAÇÃO DAS QUEIMADURAS: 16º Dia


16º Dia:


1h 55m – Vim agora do quarto de banho. Fiz amaroli (um golo) e deitei o resto sobre a perna. Comigo sentada na borda da banheira. Esperei que secasse. Duchei. Tudo como de costume.
Quando algo nos parece terrivel o amaroli é a solução evidente. E independente. Não se incomoda ninguem nem nenhum animal é torturado para se conseguir algum remedio milagroso. E caro...
Nada é mais simples e facil que usar o nosso propria urina para voltarmos à harmonia. 
Um perfeito ovo de Colombo. E um segredo de Polichinelo partilhados entre os mais sabios da Terra.
Que aparece em todas as culturas.
Eu devo ter estado a ser pouco grata pela minha cura para ter a perna num estado destes. Até faz impressão ver os tecidos mortos ao degenerarem para se soltarem. 
Tenho novos tecidos, ainda melhores do que estes eram, a serem gerados para os substituir. Pensar positivo, sempre e só. ;-)

sexta-feira, 3 de agosto de 2012

DIARIO DA RECUPERAÇÃO DAS QUEIMADURAS: 15º Dia


15º dia:

10h – Bebi sequiosamente a água de argila logo que acordei.
A seguir fui lá fora ver como estavam as coisas e... comi sofregamente uns 10 jaquinzinhos com arroz integral. 
Pronto! A ferida ficou logo a arder outra vez. 
Preciso de tomar mais vitamina B12 para não ter ataques destes.
Parei de comer e mandei deitar para o composto, todos os peixes fritos. Foi um grande disparate estar a comer peixe frito. Alem do mais com 2 semanas de frigorífico em cima. Gulodice...
Comi umas folhas de alface e senti-me melhor.

quinta-feira, 2 de agosto de 2012

DIARIO DA RECUPERAÇÃO DAS QUEIMADURAS: 14º Dia


14º Dia:
00h 04m – Acordei incomodadissima com a forte luz que vinha lá de fora. Deixaram uma lampada muito forte acesa frente à janela do escritorio. Vou ter de ir lá fora apaga-la. 
Ai... custa tanto por o pé no chão.
Parece que me estão a arrancar a pele na orla da lesão. Vou mas é acender a luz da secretária para ver o que é. Isto de ter ficado a dormir no sofá do escritório acabou por me criar problemas logisticos. As almofadas são demasiado moles e afundo-me. Achava-o muito cómodo e até vinha dormir para aqui por gosto. Mas depois de tantos dias incomoda. Estou é muito perto do duche e como passo a vida a duchar a perna, faz jeito.
Quando eu era adolescente fartei-me de fazer experiencias sobre tudo. A mãe deixava pois eram estranhas mas quanto mal nunca pior dizia conformada
Uma delas foi testar porque se havia de fazer a cama de forma tão complicada. Então mandei tirar o colchao da cama (ficou meses encostado à parede ao lado do guarda fatos) e fazia a cama apenas com mantas em cima do enxergão de palha muito duro. Durante muito tempo resultou. Quando estava na cama apenas as normais 8h de sono. 
Porem adoeci

quarta-feira, 1 de agosto de 2012

DIARIO DA RECUPERAÇÃO DAS QUEIMADURAS: 13º Dia


13º Dia:

18h 50m – Hoje tive visitas. O J trouxe a G para me ver e trazer uma coisa que me estava a fazer muita falta. Somos amigas desde o colégio. Ela é otima companhia pois está sempre muito divertida e bem disposta.
Almoçaram juntos feijoada de choco no restaurante “o Marques”, que fica ao fundo do muro do jardim. Disseram que estava melhor que bom e que os donos são muito simpaticos. Come-se mesmo bem ali; mas não me posso permitir "avarias" dieteticas.
Eu continuo com a mesma dieta: as galetes de arroz com farripas de umeboshi e chá de 3 anos.
...
Estivemos a ver que médico íamos chamar para nos tirar dúvidas. Ando desconfiada que está a sair pus e isso não é nada bom. Teoricamente não deveria ter infeção alguma mas este liquido leitoso não me agrada nada. E isto ainda tem uma grande superficie.  Fiquei com uma grande parte do meu corpo para o fritito... 
A G sugeriu que chamassemos o nosso amigo Eduardo (Pereira Marques) para me ver.
Ele é médico além de brilhante, muitissimo inteligente e culto. Tenho grande admiração por ele e muita pena que nos vejamos tão pouco. Fomos colegas no liceu e em medicina. Ele acabou este curso; enquanto eu mudei para a Escola Superior de Belas Artes. Mas paralelamente fui sempre estudando metodos naturais de cura, que fossem muito eficientes.
Juntos pusemos a macrobiotica/vegetariana/vegan na universidade portuguesa. Estavamos em 1973 e levavamos comida para o balcão da Associação de Estudantes de Medicina de Lisboa. Na “cantina velha”, aqui foi já por total mérito do Eduardo, o balcão do bitoque foi substituído pelo da comida macrobiotica-vegetariana. E foi logo em 1974 ou 75. O que era grande motivo de inveja dos meus colegas de escola, na Suiça.
Ele só chegou cá a casa cerca das 18h 30. Veio de transportes publicos, por razões filosóficas.
Como médico tirou-me todas as duvidas.

terça-feira, 31 de julho de 2012

DIARIO DA RECUPERAÇÃO DAS QUEIMADURAS: 12º Dia


12º Dia:

Continuo a dormir no sofá. Levantei-me. 
Amaroli: dois golos e o resto sobre a ferida. Esperar e deixar secar.
Lavei-me com uma esponja e vesti camisola lavada. Pus a maquina de lavar em funcionamento. Tenho de ver se me mexo mais.
Apetece-me muito lavar a cabeça mas é melhor só daqui a uns dias. Sinto que preciso manter as energias que iriam com a água do duche. Parece que tenho um capacete sobre o cranio. Nunca na vida estive tanto tempo sem me lavar normalmente.
Há pouco deu-me um ataque de choro. Muito bom para a cura. Libertei-me de algo.
Zanguei-me com o J.
Ele argumentava que eu devia ir para o hospital e que 95% da população não pensa como eu. E até acha o contrario. 
Favas!

sábado, 28 de julho de 2012

Você pode curar a sua vida - Louise Hay

Descobri a Louise Hay em 1986. Sendo eu assistente de um americano que usava o seu metodo: Steve McGruder. Dava ele consultas no Estoril e em Lisboa. Quando partiu deixou-me fotocópias daquele 1º livro dela que vemos neste filme. Desde então sempre me ajudou e a muitas outras pessoas quando eu dava consultas. Agora tem sido preciosa a sua ajuda para a minha recuperação

DIARIO DA RECUPERAÇÃO DAS QUEIMADURAS: 11º Dia




11º Dia:

6h 12m – Acordei com a toalha manchada de algo que passou atraves da ligadura da perna. Fui ao wc. Fiz amaroli. Foram 2 golos apenas. O resto deitado sobre a perna e deixar secar estando sentada na beira da banheira para os cheiros serem lavados facilmente.
Mesmo com a ligadura ardia-me a perna. E o amaroli é remédio santo para casos graves. E não há nada mais simples.


12h 14m – Dormi até agora. O meu filho mais velho telefonou-me. Vem ver-me amanhã ao fim da tarde. Isto de os filhos estarem a viver tão longe é uma maçada.E enfraquece muito a qualidade de vida e a qualidade do tecido social.
Felizmente tenho o J e vizinhos da melhor qualidade.
O J vai hoje tratar de coisas minhas com o advogado. E a vida vai seguindo.

13h 20m – Voltei a sentar-me na beira da banheira e deitei 2 xixis sobre a coxa. Esperei que secasse.
Comi um punhado de pevides de abobora. Não me apeteceu fazer o caramelo de malte de arroz com sementes e algas tostadas, que tenho comido todos as tardes.
Ver se telefono tambem a uma vizinha que se deve estar a inquietar de não saber de mim. É uma querida!
Disse-lhe uma mentira. :-/
Que tinha torcido um pé para ela e as amigas (todas optimas pessoas e cheias de boas intenções) não se porem a enguiçar-me a cura...
Se vissem o estado em que está a minha perna deviam entrar em panico.
E é uma terrivel maçada que a maioria das pessoas só se lembrem que eu fui modelo.
Que eu tenha um titulo de naturopata e muita experiencia destes assuntos de saude nem lhes passa pela cabeça.
É o que faz a alta visibilidade dos modelos. Sobrepõe-se a tudo o mais que se fizer.
Não aguento ter gente a dizer-me com o que devo fazer e que tenho de ir para o hospital etc a tal. Estão cheias de boas intenções mas enguiçariam. :-/
Não estou com forças para lutas. Tenho de me poupar.
Quando estiver melhor logo lhes conto a verdade.
Agora apenas me posso concentrar na minha cura.
Apeteceu-me comida quente; mas não tive coragem de lidar com os tachos. Então é porque não a devia comer.
Temos sempre tudo o que precisamos.
Tambem pensei em mudar de roupa todavia tambem não me quis mexer.
Se estivesse no hospital além de estar pastilhadissima perdia o contacto comigo mesma e com a sabedoria interior do meu corpo para se curar. Antes estar sozinha em casa que aturar gente que sabe o que é melhor para nós. Uff.
Tenho o numero de telefone dela lá em cima. Ai! Vou ter de subir a escada. Melhor, faço exercicio.
Estou com medo de me por em pé... Quando pus a perna para baixo doeu sempre tanto.
Estando deitada ao menos estou em paz.
A nova bolha no tornozelo esquerdo largou liquido leitoso. Preciso de tomar mais cobre.
Continuo todos os dias a fazer exercicios taoistas. Contrair 36 vezes o perinio e o anus. Repito várias vezes ao dia.
Mesmo logo a seguir a queimar-me, com espasmos e dentro da banheira senti-me muito melhor quando os fiz.

23h 03m – Vou dormir.
Estive cerca de uma hora ao telefone com uma amiga. Ela simpaticamente queria entreter-me mas eu sentia-me muito cansada. Tive de lhe pedir para desligarmos.
Sentir a cabeça cansada é absolutamente novo para mim.
Tambem agradeço, todavia peço para não me fazerem visitas; pois não me posso vestir, salvo o tal robe de setim. E para mim seria mais incomodo que outra coisa. E não quero nada que me distraia do que é importante.
Bem bastou a asneira de me ter posto a ler revistas e jornais. São mesmo toxicos para a mente.
Preciso é de me concentrar em tratamentos de autocura.
Enfaixei a perna. Escorreu fluido leitoso. Ensopei nele 5 lenços de papel.

...

Acabou-se o cobre que estava a usar. Isto piorou de aspecto...
Informei-me pelo telefone para a loja da Lifefood para mandar vir mais. Disseram-me que o Infarmed o proibiu.
Ai, estas diarreias legislativas tipicas da democracias ocidentais. Para mostrarem trabalho.
Mais valia fazerem como eu: arranjarem uma horta e irem tratar das couves.
Arranja-se em Espanha. Mas aqui proibiram montes de eficientissimos oligoelementos e outros remédios. Demonizaram-nos.
Porém, aos antibioticos cheios de efeitos secundários deixam-nos estar. Se calhar é o que me resta fazer: intoxicar-me com os antibioticos facultados pelo mercado. :-/
Com o cobre nunca tive nem inflamações quanto mais infecções. E despacha gripes, etc. num instante.
Estava eu tão limpinha e desintoxicada.
Ainda bem que deixei de exercer a naturopatia e de ter consultório.
Estou farta destas lutas com ignorantes e cabecinhas de alfinete muito tontas.
O que vale é que tudo se transforma na sua contraria. E isto volta a mudar.
Agora temos de ir a Espanha, não para comprar caramelos, mas oligoelementos. :-/
Tenho é de tratar da minha vida e neste caso muito mais propriamente de mim.
Se não tenho algo é porque não preciso disso.
Melhorar ainda mais a alimentação é a natural solução.

Você pode curar a sua vida - Louise Hay

Descobri a Louise Hay em 1986. Sendo eu assistente de um americano que usava o seu metodo: Steve McGruder. Dava ele consultas no Estoril e em Lisboa.
Desde então sempre me ajudou e a muitas outras pessoas quando eu dava consultas.
Agora tem sido preciosa a sua ajuda para a minha recuperação.

quinta-feira, 26 de julho de 2012

DIARIO DA RECUPERAÇÃO DAS QUEIMADURAS: 10º Dia

10º Dia:

Estou a contar as horas até à lua cheia.
Estou mesmo farta e a embirrar com a lua!
Um planeta vampirico que não dá nada. Só recebe do sol e reflete. E tem sempre a mesma face voltada para a Terra. Coisa que nunca entendi apesar das explicações cientificas... E isto de por os malucos mais malucos e os maus piores... Muito estranha esta nossa lua.
Tenho é de meditar sobre esta minha embirração. Quando rejeitamos algo da totalidade do universo é porque precisamos de absorver e incluir amorosamente esses conceitos e valores. Ai!...
Se não soubesse de astrologia estaria a desesperar pela minha cura. A perna está de meter medo a um susto.

terça-feira, 24 de julho de 2012

DIARIO DA RECUPERAÇÃO DAS QUEIMADURAS: 9º Dia






9º Dia:

8h 29m – Acordei há pouco e não vejo as bolhas pequenas tipo empedrado. Custou-me menos por o pé no chão. Sinto-me melhor e mais livre. Nunca resistir ao fluxo da vida! Fluir e sarfar as ondas que apanharmos. A vida é uma aventura divertida. :-) 
E tudo tem sentido. Mesmo que na altura não nos pareça nada assim...
Vou fazer um emplastro de tofu e argila. Para as zonas mais precisadas de frio e de proteínas.
Fiz amaroli esta manhã. Isto está mesmo com muito mau aspecto. Tinha de ser. Amaroli é simples e eficiente para tudo.
Continuo a comer muito limpo. Acho que me vou limitar a galetes de arroz molhadas em ameixas umeboshi inteiras. Molhadas... Apanham umas farripitas de ume. Sabe-me bem e mantem o sangue na melhor qualidade.

10h 12m – O pé esquerdo continua inchado e sempre com a sensação de ter uma ligadura de pano, um pouco solta à sua volta. Deve ser a pele nova a formar-se por baixo da pele frita.

11h 04m – Apoio os pés no rolo de madeira para massagem. Está a ser muito util. Alivia logo os pés. Como a pele da sola está melhor já o posso usar mais à vontade.
Estava cheia de frio. Tapei-me com uma manta dobrada e vesti um blusão curto com forro almofadado. Claro que as pernas continuam de fora. Depois de tirar as fatias de tofu ficaram uns buracos redondos na zona insensivel. Iac!

12h 15m – Apareceu-me uma bolha enorme na barriga da perna. Furou-se sozinha e ficou um rio a pingar no chao da casa de banho. Fui para o sofá. Absorvi o rio com lenços de papel.
Estas coisas serão da lua cheia ou da urtica urens ou apenas a normal evolução do corpo?
Mais gotas de oleo essencial de eucalipto. Que bom! Adoro e sinto-me logo melhor. O corpo é que sabe. Irei ficar viciada em cheiro de eucalipto? LOL
Ontem só comi alface. Hoje comi arroz com cevada. Apeteceu-me tambem tofu em picles.

21h30 – Percebi que tenho de andar mais e na maior parte do dia. Além de manter o joelho esquerdo bem direito.
A polpa do aloe vera resultou muito bem. Pacifica e não repuxa como a clara de ovo. Depois vou borrifando com o spray da agua com rescue remedy.
Antes fiz um emplastro com inhame e polpa de aloé para refrescar. O resto das folhas pus num copo com uma faquinha. Retiro a casca e vou passando o gel sobre a pele.
Para conseguir esticar a perna usei a casca como pega, com polpa de aloé a passar por baixo do joelho.
Já estive a descansar. Mas tinha o tronco deitado  e os pés no chão com as pernas esticadas. Ando a experimentar posições... Tive uma grande dor do lado de fora da perna toda quando me pus em pé.
Vi agora que tenho toda essa zona coberta de bolhinhas tipo calçada de calhaus rolados.
Estou farta desta lua crescente. Aumenta inflamações, conflitos e infeções. E a oposição entre o sol e a lua só vai ser amanhã por volta do meio dia. Estou curiosa de ver como fica isto depois da oposição. Espero que melhore logo.
Porque será que isto piorou?
Será da lua, da urtica urens ou de ter posto oleos minerais? 
Se calhar é de tudo isso.
Sei é que apesar dos efeitos secundários chatos é certamente bom ter tomado a urtica urens. Os remedios homeopaticos actuam profundamente e resolvem coisas inimagináveis. Recomendo-os muitas vezes a pessoas que andaram anos sem resolver nada usando os métodos alopaticos.
Bem, recomendo que vão ver um homeopata. Pois sei pouco de homeopatia e evito-a em mim. Porem para pessoas que se querem curar sem mudar grande coisa na vida delas a homeopatia é muito boa. Em geral ninguem sequer imagina que se pode curar de atitudes mentais e problemas emocionais com umas gotinhas de algo que "é feito de nada" segundo as opiniões dos tecnicos cientifistas.
Preciso de comer mais folhas verdes. Para refrescar e relaxar o figado. O Luis Silva chamou-me a atenção para isto. Munca podemos ser bons médicos de nós mesmos. Precisamos de manter sempre a humildade e pedir opiniões a colegas competentes.
Estar doente é usar uns oculos azuis ou verdes. Perturba-nos o discernimento. Olhamos em volta e julgamos que branco é a cor dos óculos que temos apoiados no nariz.
O creme halibut parece-me que já saiu todo com os inumeráveis emplastros de argila que já fiz. Ficou foi cheia de restos de argila. Com a perna neste estado não posso permitir-me esfregar ou sequer tocar a pele. Só a toco com a agua do duche suave e com o emplastro nos pelos das suaves trinchas de aguarela. Isto está mesmo feio mas não me quero permitir pensamentos negativos. Apenas preciso focar-me nos objectivos: a cura e uma pele perfeita, com pelinhos e poros.
Só me apetece beber água de argila.
Passei a tarde a tiritar muito vestida e com o plaid a fazer de casinha e com óleo de eucalipto para cheirar. Os pés apoiados no rolo de madeira.
Se calhar durmo aqui no sofá esta noite. Fica mais perto do duche e o escritório é muito fresco. Se me tapar com um edredão leve fico muito bem.
As mantas e cobertores arranham-me.

segunda-feira, 23 de julho de 2012

DIARIO DA RECUPERAÇÃO DAS QUEIMADURAS: 8º Dia

8º Dia:

8h 04m – Não tenho estado nada bem. No 6º dia à noite não conseguia levantar-me. Tinha o pé esq muito inchado. Além de uma dor terrivel sempre que mudava a posição da coxa de horizontal para vertical ou viceversa. Ontem à noite até gritei.
Os tecidos que morreram estão mesmo com mau aspecto. Preciso de desintoxicar disto tudo o mais rapido possivel. Carvão activado, tripa limpa e comida impecável são obrigatórios.
Pedi ao J para voltar mais cedo.
De tão desesperada

DIARIO DA RECUPERAÇÃO DAS QUEIMADURAS: 7º Dia


7º Dia:

Não há nada escrito no diario.

quinta-feira, 19 de julho de 2012

DIARIO DA RECUPERAÇÃO DAS QUEIMADURAS. 6º Dia


6º Dia:

2h 20 – Estou acordada e cheia de comichões. À noite telefonei ao meu amigo homeopata e ele riu-se dizendo que era “da chicotada da urtica urens. É porque estás a precisar de limpar isso.”. Fiquei furiosa! (ira = descarga de fígado)
Claro que se estou doente é porque estou a precisar de me equilibrar. Favas!
Mas podia mostrar mais compaixão.

quarta-feira, 18 de julho de 2012

DIARIO DA RECUPERAÇÃO DAS QUEIMADURAS. 5º Dia


5º Dia:

11h 30 – Dormi muito bem mas acordei assustada. A perna estava seca e tinha uma orla encarnada a toda a volta do percurso do óleo. O liquido dentro das bolhas de limpido tinha passado a leitoso. Globulos brancos mortos? Uhm...
Objectivo melhorar a qualidade do sangue para deixarem de haver lutas, com mortos.
A pele apareceu com 3 rachas. As queimaduras de 2º grau acabam de passar ao 3º.
Pedi ajuda ao J para fazer um emplastro de batata à falta de inhames. Porém como ele ainda não identifica as plantas, tive de ser eu a vestir o unico robe que aguento, em seda natural e setim.
Fui ao jardim colher folhas. Calendula, malva, consolda e alfazema. Depois 7 batatas. A receita diz para moer tudo num suribashi. Mas eu preciso de grande quantidade e fiz no mixer. Apesar de um médico meu amigo dizer que estas maquinas roubam a alma do que se ponha lá dentro. Tive de juntar água de cristais e depois montes de farinha de trigo. Mesmo assim ficou ralo. Tenho de passar a fazer isto com a Minipimer Braun que trabalha bem com menos liquido. Apliquei à trincha. Ficaram montes de espaços onde não agarrou. Deixei secar um pouco e voltei a aplicar.
Ali fiquei a gelar. A batata é mesmo yin.

segunda-feira, 16 de julho de 2012

DIARIO DA RECUPERAÇÃO DAS QUEIMADURAS. 4º Dia



  • Os emplastros variam ao longo do dia.
    Este tambem tem argila.
  • Abaixo podem-se ver as gotas de linfa a sairem das bolhas pelo efeito de retracção da clara de ovo ao secar.
  • Na outra foto vemos as fatias de tofu que tanto me aliviam. E que alterno com os emplastros, que sujam tudo e tem de se mudar a roupa e é uma trabalheira constante.
  • Na 4ª foto vemos as duas feridinhas que fiz com a mania das limpezas. Arranquei uns bocadinhos de emplastro que estavam agarrados à pele, com este lindo resultado. Não volto a fazer. Aprendi a respeitar mais o meu corpo, a sua sabedoria e as coisas como estão. Pois como dizia a mãe do Luis Silva o que está feito está bem feito.




4º Dia:

6h- Desatei agora a comer folhas de alface. Tudo isto tem a ver com o figado e vesicula. E as folhas verdes apaziguam, refrescam e regeneram.
Esqueci-me do amaroli esta manhã. Bebi com muito gosto um copo grande de agua de argila.
Ontem antes de dormir pus clara de ovo e oleo na perna e na gaze dos pensos.
Estive a falar ao telefone com o Jacinto Vieira. Ficou contente com o que lhe contei.
Tambem falei ao Luis Silva. Ficou perplexo com as melhoras sem hospital.
 ...
Estou a ficar farta dos flocos secos em que se desfaz o emplastro. Já me arranham.

domingo, 15 de julho de 2012

DIARIO DA RECUPERAÇÃO DAS QUEIMADURAS. 3º Dia




Ve-se bem nesta imagem o percurso do azeite.
A zona descolorida no meio das outras mais encarnadas é o maior desafio. Vamos ver como se resolve. E como evolui.
Quero ter ali tambem uma pele perfeita.  Com poros e pelos. E sebo para a manter flexivel e cómoda.



3º Dia:

Dormi quase toda a noite. E a parte branca da coxa está quase toda encarnada.
Tive um pouco de febre. Mas bebi água, comi alface e cenouras cruas e passou-me logo.
Pareço um bebé a dormir a toda a hora.
À tarde costumo começar com muito frio (febre?) durmo e passa-me. Não quero medir a temperatura. Apenas focar-me no meu objectivo: a cura.
Comecei a dormir a sesta às 12h e acordei às 18h. Com a perna esquerda esticada e o emplastro seco. Tive de a borrifar para a poder mover e dobrar.
...

Na farmacia homeopatica da calçada da estrela só tinham a urtica urens em bolinhas e a 3CH até 3000CH. A empregada não quis vender sem saber exactamente a potencia.

quinta-feira, 12 de julho de 2012

DIARIO DA RECUPERAÇÃO DAS QUEIMADURAS. 2º Dia



Na foto vemos a coxa esquerda onde cada vez se tem notado mais o percurso do azeite a ferver.
Vemos tambem as bolhas gigantes e os restos de emplastros que ficaram agarrados. Os quais acho mais prudente deixar ficar. Tentei com a agua do duche e não sairam... portanto eles lá sabem.  


2º Dia:
Parece-me ter tido melhoras muito rápidas.
Consegui dormir alguns bocados. E até estar de mão dada com o meu amor.
Comecei a noite com um gorro de pura lã enfiado na cabeça alem da camisola de felpa e os dois casacos. Tapei-me com um plaid. Mas as franjas “arranhavam” a pele em cura. O edredão é muito melhor. Apesar de o folho de bordado ingles tambem dá a sensação de arranhar a pele.
A perna esquerda tem de estar sempre frente ao ventilador e com sprayzadas de água. Ficou com espasmos sempre que algo não estivesse bem. Já estou farta de tanto frio mas sem ele tudo queima.
À perna direita consigo mante-la tapada. Apenas o pé precisa ficar de fora pois com o calor do edredão também arde.
Tenho bebido apenas chá de 3 anos com kombu e agar-agar. Para manter o intestino limpo apesar de estar a fazer jejum sem grande preparação.
Comi apenas 2 galetes de arroz bio da Provida.
...
Fiz novo emplastro frio:

quarta-feira, 11 de julho de 2012

DIARIO DA RECUPERAÇÃO DAS QUEIMADURAS: 1º DIA



Na foto vemos a zona de queimadura profunda na coxa. É o maior desafio que nos está a ser posto. Evitar cicatrizes, regenerar uma pele perfeita com poros e pelinhos louros. Como tal elastica e flexivel. Ou seja funcional.
Prescindindo do enxerto que é o tratamento hospitalar convencional.
Vamos ver o que conseguimos.


Este texto assim como os seguintes, são a transcrição dos apontamentos em papel, que fui tomando a partir do dia do acidente:





1º Dia:

Depois de um almoço pic-nic de “jaquinzinhos” fritos, decidi fritar tambem um resto de batatas esquecidas há meses e as fatias de pão que tinham sobejado. Desligamos a fritadeira.
Ficamos a conversar. O J, eu e a Vanessa Rodriguez. A simpatica voluntária californiana que estuda Historia e Ciencias Políticas na universidade de Berkeley. Veio passar uma temporada a estudar em Espanha e decidiu conhecer tambem Portugal.
Eu estava sentada num dos bancos de alvenaria encostados aos pilares do telheiro. Ao meu lado uma mesinha. Tinha ainda a fritadeira em cima.

sexta-feira, 6 de julho de 2012

Ainda mais sobre o meu Acidente com Azeite a Ferver

Carissimos amigos e amigas
Tem sido muito reconfortante o apoio que me teem dado  :)
Como devem calcular custa-me ainda estar muito tempo ao computador. Contudo tenho escrito diariamente sobre a minha evolução e o que vou fazendo.
Parece-me que o melhor a partir de agora é eu copiar essas notas e organiza-las segundo o ordinal do dia.
Ou tem uma ideia melhor?
 Agradeço sugestões. :)
E volto logo que puder.
Abraço grato por todo o apoio. <3

quarta-feira, 4 de julho de 2012

Ainda sobre o meu Acidente com Azeite a Ferver

Meus queridos leitores
Lamento não ser diariamente assidua à net para lhe contar desta aventura; mas como deve entender por vezes não tenho energias nem disposição para vir aqui escrever.
Prometo que sempre que puder venho aqui transcrever os apontamentos diários, à mão e em papel, que tenho feito sobre a evolução do meu corpo, mais ou menos fisico. ;-)

domingo, 1 de julho de 2012

Uns 2,5l de Azeite a Ferver ou como Sobreviver Hoje nas Guerras de "Moros y Cristianos"

tem uma fabrica de tofu e afins aqui peNesta imagem vemos os meus joelhos.
Um com ligadura pois só tinha salpicos e uma queimadura do 1º grau.
O outro com o primeiro emplastro feito, de tofu e plantas verdes.


********


Há dias aconteceu-me o acidente pior da minha vida...
Um grande desafio. Um sinal muito importante para na minha vida eu mudar algo urgentemente.
Nas guerras, mediterranicas e mesmo por aqui na beira do Atlantico,  passavam a vida a deitar azeite a ferver por cima dos invasores. Garanto-lhe hoje, com pleno conhecimento de causa, que é uma arma terrível!
A californiana Vanessa, uma voluntária daquelas que passam temporadas em minha casa para "aprender a viver de forma mais ecologica", deu um encontrão numa fritadeira e entornou a maior parte do azeite em cima de mim.
Tinhamos estado a trabalhar a 175ºC. Tendo acabado, uns 5m antes, de fritar batatas e fatias de pão.
Quando tomei consciencia do que me tinha acontecido decidi saltar para dentro de um lago, que estava a uns 3m de mim.
Sendo a prioridade num caso destes parar a cozedura dos tecidos vivos,

Heal Fast - Powerful Subliminal Binaural Beat

quinta-feira, 3 de maio de 2012

O meu CV

Parece-me ser um bocado estranho colocar o nosso CV num blog. Eu, pelo menos, nunca vi tal em lugar algum.
Contudo decidi fazê-lo devido a inumeráveis confusões, as quais se exacerbaram nos últimos tempos, acerca do meu percurso e multidisciplinaridade.
(Será esta mais uma das minhas atitudes pioneiras?
Se souber mais que eu neste campo informe-me, pois estou mesmo curiosa.)
Em poucas palavras: paralelamente ao meu percurso de alta visibilidade na moda e na escrita nos mass media, etc. fui estudando, com perseverança, assuntos pelos quais tenho grande curiosidade.
Um amigo classificou-me como Artista Eclética (pintura e outras intervenções estéticas, escritora, modelo, actriz, entre outras) e Filósofa da Natureza (cura, permacultura, filosofia, etc) . Mas também são classificações que deixam muitos espaços em branco. Ao fim ao cabo o grande problema está em se pretender definir um qualquer ser humano, que eh lindo e infinito, através de uma qualquer profissão limitada e definida.
E já agora informo que vejo afinidade entre todas estas áreas a que me dediquei.
Como é típico de sobredotados, pessoas naturalmente curiosas e perseverantes, em grande parte dos casos iniciei-me como autodidata e só mais tarde encontrei grupos pioneiros de pessoas que partilhavam as minhas buscas.
Mostro uma versão de um curriculum vitae que uma grande amiga minha, Heidi, me ajudou a elaborar. Pareceu-nos a adequada aos anos mais recentes.
Pois, aqui que ninguém nos ouve, também já ando farta de ter dificuldades para explicar que os pioneiros e visionários não vão para uma escola estudar o que lhes mandam e pronto.
Além de que a pessoas automotivadas, curiosas e perseverantes, poucas escolas se adaptam.
Quando comecei a interessar-me por estas coisas, nem sequer existiam escolas. As quais foram criadas só recentemente, pelos então meus colegas

quinta-feira, 15 de março de 2012

Continuous Chest Compression CPR—University of Arizona Sarver Heart Center


Bem mais facil que a versao anterior com respiração boca a boca.
Basta estimular com os nos dos dedos o esterno à altura dos mamilos.
Depois colocar a bade da palma da mão sobre o esterno nessa zona. Colocar a outra mão sobre essa. Ligar os dedos como na imagem.
Encaixar os cotovelos e usar o peso do seu corpo para pressionar a um ritmo de 100X por minuto.
Levante as suas mão do peito do paciente de cada vez que se levantar, para deixar acontecer a dilatação do torax.
Assim consegue manter o cérebro da pessoa irrigado até à chegada dos para-medicos.
Parece-me que pus tudo aqui.
Verdade?

quinta-feira, 1 de março de 2012

Recomendações Gerais para uma Vida Melhor

Recomendações Gerais para uma 
Vida Melhor

Se não lhe passa pela cabeça usar sopa como combustível no seu carro, porque é que fez ou tomou
certas coisas?

Estas indicações são a minha opinião pessoal, advêm da minha experiência de décadas, como naturopata; mas também como mulher e mãe. Não pretendem ser verdades universais, nem pretendem substituir uma consulta com um médico profissional ou uma sessão com um naturopata qualificado. Porém o texto apresenta o que, na minha opinião pessoal e experiencia, são as considerações fundamentais no que diz respeito ao modo de vida e alimentação verdadeiramente ecológicos e sustentaveis.

Existimos num continuum com a Natureza. Precisamos de recuperar e usar sabiamente esta nossa ligação.
E a doença tal como a escuridão não se combate com sabres ou espadas. Basta acender-se a luz da saúde para imediatamente o seu oposto complementar desaparecer. Assim foquemos a nossa atenção na saude e na felicidade. :)
As pessoas saudáveis e felizes não "fazem dietas". Pois limitam-se a manter bons hábitos de vida, divertem-se a fazer exercicios de que gostam, não comparam os seus amados corpos com os de outras pessoas, teem como prioridade dormir bem,  comem sentados e a horas, esporadicamente fazem "uma asneira" mas sem se culpabilizarem. E agora vamos aos detalhes:

RECOMENDAÇÕES SOBRE A ALIMENTAÇÃO (para seres humanos ;-)))



quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

Normas para a nossa Sustentabilidade Interna

Existimos formando um continuum com a Natureza e o mundo à nossa volta.
Nós somos como vemos o nosso mundo. ;) Por isso cada vez que se julga algo ou alguem damos, talvez, ;) demasiada informação sobre nós mesmos...
A doença e a saúde estão uma para a outra como a escuridão para a luz. Não vale a pena combater a escuridão com espadas, pois basta acender uma luz para ela desaparecer.
Assim tambem para fazer desaparecer a doença há que focar-nos na saúde e criar condições para que ela se desenvolva.
Aqui partilho o contributo retirado da minha experiencia de várias décadas como naturopata, mulher e mãe, (são a minha opinião pessoal; não pretendem ser verdades universais ;)  para melhorar a nossa vitalidade e sistema imunitário.
Lembre-se que o medo destrói o nosso amado sistema imunitário.
Mantenha-se atento aos espectaculos a que assiste e às pessoas que frequenta.
Este texto não substitui um aconselhamento pessoal por um técnico de saúde experiente. São as normas gerais para manter a sustentabilidade da nossa ecologia interna. Ecologia microcosmica. Usava-as nas consultas quando fui naturopata.
Porém precisam de ser adaptadas, caso a caso, para sintonizar perfeitamente com as necessidades de cada pessoa. Aqui vão:

 Sugestões gerais de uma dieta média e modo de vida 

 Se nunca lhe passou pela cabeça usar sopa como combustível no seu carro, porque é que tem comido certas coisas? ;-)

 Estas indicações não pretendem substituir uma consulta com um médico profissional ou uma sessão com um naturopata qualificado. Porém o texto apresenta as considerações fundamentais no que diz respeito ao modo de vida e alimentação verdadeiramente ecológicos. 

 RECOMENDAÇÕES SOBRE A ALIMENTAÇÃO (para seres humanos ;-)))

 Percentagens Diárias:
  • 50 a 60 % de cereais integrais em grão • 20 a 30 % de hortaliças • 5 a 10 % de leguminosas e algas • 5% de sopa

 1. CEREAIS INTEGRAIS Cada refeição deve inclui-los. Pelo menos metade da quantidade ingerida. Convém ir variando os métodos de cozedura e preparação. Sugiro que coza que chegue para 24 h, ao jantar, pois assim pode evitar o uso do frigorifico. Ponha-o num contendor de vidro, barro ou madeira, coberto com um pano, para poder respirar. E vá usando-o para: engrossar a sopa, aquecido no vapor, fervido com um pouco de malte de manhã, etc. Escolha de entre o amaranto, o arroz, a cevada, o millet ou milho paínço, o trigo sarraceno, a aveia, a quinoa, o kamut, o centeio, o milho, a espelta. Evite o trigo moderno. Convém que sejam de agricultura biológica, obviamente. E lembre-se que só uma pequena percentagem pode ser consumida como massa, pão integral sem fermento, ou outros produtos parcialmente processados, pois a farinha é menos benéfica. Prefira sempre cereais integrais em grao inteiro.

 2. HORTALIÇAS Cerca de 20 a 30 % da refeição deve incluir hortaliças: de folha ( agriões ou nabiças, por exemplo), de raiz (nabo ou cenoura), de caule (alho francês), de flor (brócolos), de fruto (abobora). É bom variar : 2/3 cozinhada (salteada, no vapor, estufados, etc) e 1/3 como salada crua. Para uso diário prefira: couve, brócolos, couve-flor, dente de leão, nabiças, cebola, cenouras, nabos, rábanos, rabanetes, abóbora, e outras variedades que consiga obter. Pessoas com cancro e outras doenças mais sérias podem ter de limitar o uso de salteados a só duas vezes por semana. E substituir a salada crua por salada escaldada. As plantas silvestres comestiveis sao uma dadiva de sabor e vitalidade! A evitar para todos os molhos quimicalizados assim como batatas, (comum ou doce), tomates, beringelas, espinafres, espargos, abacate. Também os “sumos de” e frutas tropicais (papaias, laranjas, bananas, ananases, etc)

 3. LEGUMINOSAS E ALGAS Estes 5 a 10 % da alimentação diária podem ser escolhidos de entre o feijão azuki, o grão de bico e as lentilhas. Das outras escolha sempre as variedades mais pequenas. Quanto às algas use as mais adequadas a si: hiziki, kombu, arame, wakame, nori, agar-agar e prepare-as de formas diversas. Pode cozinha-las directamente com as leguminosas ou hortaliças, como condimento, nas sopas ou separadamente como um acompanhamento. Estes são temperados com moderação com tamari, shoyu ou sal marinho integral.

 4. SOPAS Da ingestão diária de alimentos aproximadamente 5% devem incluir sopa de miso ou de tamari (um ou dois pratos). Tenha em atenção que o sabor não deve ser excessivamente salgado (gosto desta medida tão pessoal e humanizada: por prato, uma bolinha de miso cujo diâmetro deve ser igual ao comprimento do sabugo da unha do polegar da pessoa que vai comer a sopa.) É bom que inclua uma hortaliça diferente todos os dias e algas kombu ou wakame.

 5. ALIMENTOS SUPLEMENTARES
Estes podem ser cerca de 5 a 10 %. Uma ou duas vezes por semana pode comer uma pequena quantidade de peixe branco e pequeno, tal como: truta, linguado, pescada, etc. Se tiver de comer carne prefira a de caça, mas faça uma marinada para a mergulhar,  a qual deita fora antes de cozinhar. Ocasionalmente também pode consumir sobremesas de fruta, ou frutos frescos ou secos. Mas tudo isto,  só se lhe apetecer muito. Escolha frutos locais: da zona de clima temperado, evitando os tropicais e semi- tropicais. Use maçãs, cerejas, peras, alperces, etc. mas respeitando a época da produção. Quanto aos sumos de frutos use-os só se gozar de boa saúde, em pouca quantidade e se o tempo aquecer subitamente ou se se mantiver muito quente. Como “snack” aprecie semente tostadas e levemente temperadas com molho de soja: de sésamo, de girassol ou pevides de abóbora. Mas no caso de cancro evite as oleaginosas completamente. Se necessário use ocasionalmente malte de arroz ou cevada.

 6. BEBIDAS No uso diário incluímos chá de três anos, de arroz tostado, de cevada tostada, cavalinha ou de dente de leão. Ou qualquer outro, desde que não aromático nem estimulante.

 7. A EVITAR! Carne, ovos, gordura animal, aves de capoeira, todos os lacticínios, frutos tropicais e semi- tropicais, sumos de frutos, trigo, OGM's, bebidas artificiais, tudo o que seja de origem sintética, café, chá, tisanas aromáticas ou estimulantes, alimentos tratados com corantes, conservantes e produtos químicos ou de produção em massa ou industrializados (enlatados ou congelados), todos os cereais refinados ou seus derivados, estimulantes, especiarias, aromas, corantes ou conservantes.

 8. ÚLTIMAS SUGESTÕES Ofereça sempre uma boa variedade de molhos e condimentos à mesa, pois por muito bem que cozinhe, nunca conseguirá fazer uma comida que acerte nas tão diferentes necessidades de todos os comensais. O óleo para cozinhar tem de ser de sésamo, girassol ou milho, mas extra-virgem: de primeira pressão a frio. Azeite só se estiver saudável e na primavera e verão. Use uma quantidade mínima, sempre.
 O sal deve ser marinho e integral. Tamari, shoyu e miso bio e artesanais, fabricados por métodos lentos e tradicionais são o melhor tempero.
Como condimento escolha de entre:
• Gomásio ( 1 parte de sal para 15 de sementes)
• Pó de algas ( kombu ou wakame tostadas)
• Ameixa umeboshi e o seu vinagre (ume-su)
• sésamo com pó de algas
• Tekka
• Molho de soja: shoyu ou tamari (só para cozinhar)
• picles.
Coma regularmente, 2 ou 3 vezes por dia, mas mantendo as proporções e mastigando muito bem. Por favor: evite comer nas 3 horas antes de dormir.
O melhor é jantar por volta das 18h e dormir antes das 22h.
 A importância da CULINÁRIA é tal que todas as pessoa deveriam aprendê- la. Preparar os alimentos e comer são actos sagrados. Tenho cursos regulares ou podemos arranjar-lhe um/a cozinheiro/a, experiente, para ir a sua casa. As receitas incluídas nos livros também podem ajudar no planeamento das suas refeições.

 MODO DE VIDA

  •  É necessário mastigar e ensalivar tão bem os alimentos que se transformem em líquido na boca. Coma com apetite. Mas deixe sempre um último pedaço no prato ou travessa. Com as costas direitas e os pulsos apoiados na beira da mesa. Como acontece nas normas de boa educação. Que por isso mesmo se chama BOA educação.
  • Coma de forma ordenada, pacifica e com espirito de gratidão pelos alimentos e por tudo na vida.
  • Deixe de comer logo que se sinta satisfeito, mas ainda não “cheio”.
  • Beba de um modo confortável quando sentir sede. Tenha sempre presente que o que está a sentir está sempre correcto. E aja em conformidade.
  • Evite longos banhos de imersão ou de chuveiro pois retiram minerais do corpo.
  • Esfregue/massaje, todas as manhãs ou à noite, o corpo com uma luva em turco, quente e húmida até que a pele fique rosada. Pelo menos esfregue as mãos e os pés e os dedos um por um.
  • Faca um escalda pés, antes de dormir, durante 10 m. Pode por sal marinho integral ou gengibre ralado na agua. Massage muito bem com os polegares entre os tendoes. E aperte e mova os dedos. Massage vigorosamente com uma toalha turca para secar. Dorme muito melhor alem de se sentir revitalizado/a. Prefira roupas de algodão ou linho em contacto directo com a pele. Razoáveis são as de seda e de lã. Mas evite totalmente as sintéticas. Reduza ao mínimo a joalharia de metal ou acessórios em sintéticos nos braços, mãos ou pescoço.
  • Deite-se antes das 22h e não coma nas três horas anteriores.
  •  Se comer peixe, faca-o raramente. Escolha peixes brancos, pequenos, preparados de modo que possa comer-los com as escamas e espinhas.
  • Levante-se cedo e seja activo no seu dia a dia. Ouça música alegre e harmónica. Dance-a com jubilo.
  • Cante-a sempre que possa. Leia livros da linha do pensamento positivo ou revistas cor de rosa (evite aquelas mázinhas...).
  • Veja filmes e peças de teatro, mas só os que não lhe façam medo e lhe aumentem a boa disposição. Também não precisa de ver os depressivos e aterrorizantes noticiários, pois as notícias importantes vêm sempre ao nosso encontro. E lembre-se sempre que uma forma extremamente eficiente para nos confundir é o excesso de informação.
  • Yoga, do-in ou desportos podem ser benéficos, se não exagerar. O desporto de alta competição nunca deu saude a ninguem.
  • Se a sua condição o permitir esteja frequentemente ao ar livre. Ande descalço na praia, na relva ou no chão. É agradável e refrescante.
  • O exercicio fisico diário faz parte da nossa higiene. Tal como lavar os dentes ou a cara. Você consegue arranjar para o fazer; nem que seja apenas 30m. E pronto! ;)
  • Vista-se de cores claras, alegres e luminosas. Verifique quais lhe dão prazer ao olhar para elas. E quais lhe apetecem verdadeiramente a cada manhã. Tenha em mente que a moda, na grande maioria dos casos, não é sugerida por pessoas muito saudáveis nem equilibradas. E dê muita atenção às suas necessidades pessoais, em termos de cores.
  • Mantenha o seu ambiente caseiro limpo e ordenado. Especialmente aonde a comida é preparada e servida. Deite fora imediatamente a louça lascada ou partida. Ou pelo menos não a use. (pode guarda-la para vir a fazer embrechados ou mosaicos ;-)
  • Evite conviver com pessoas que lhe sejam nefastas: as que lhe causem desgostos, problemas ou prejudiquem. Também com quem lhe faça perder a calma. Se forem ofensivas e perturbadoras, afaste-as. Todos os contactos desagradáveis são vampirização de energia. Procure dar-se com pessoas prestáveis, simpáticas e bem dispostas. Com quem se sente à vontade e de quem receba a ajuda e a orientação que precisa.
  • As roupas de casa e de corpo devem ser em fibras naturais, as lâmpadas incandescentes em vêz de fluorescentes (pois, jah sei que gastam mais... Entao deite-se mais cedo e acorde com o sol, combinado? ;-), carpetes e tapetes de fibras vegetais,  algodão ou lã contribuem para uma casa mais saudável.
  • Prefira aos fogões eléctricos ou de microondas os a lenha ou a gás. Em complementaridade com um belo forno solar.
  • Desligue o wireless sempre que não o esteja a usar. Ou use cabos para ligar os computadores.
  • Evite os aparelhos eléctricos junto ao corpo: telemóveis só para curtos e urgentes recados, televisões a cores a 10 metros, não de frente e nunca à refeição. Mas também os secadores de cabelo, máquinas de barbear, escovas de dentes e cobertores eléctricos. Desligue-os da ficha logo que os usou, ou pelo menos antes de ir dormir. Existem já interruptores especiais para controlar a poluição electromagnética nas nossas casas. Tenha cristais grandes ou pedras de sal electrificadas acesas perto do computador ou outros dispositivos electrónicos. Ponha plantas verdes, grandes, em casa e abra as janelas (pelo menos 10 m por dia) fazendo corrente de ar. E claro que nada de sintéticos “desodorizantes de ambiente”.
  • Uma casa limpa e arejada cheira bem.
  • Evite o alumínio e o teflon.
  • Utilize no trem de cozinha barro, aço inox ou ferro fundido.
  • Use só cosméticos naturais, incluindo a pasta de dentes.
  • Mantenha um sorriso no rosto e ame-se!
  • E faça o favor de ser feliz! ;-)

Maria Afonso Sancho

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Ho'oponopono - Feel it!

Garbage Warrior [Full Length Documentary]

Earthship Living- Gosto destas casas!

Elle vit depuis 15 ans sans un sou.... -- Enfant de la Société -- Sott.net

Elle vit depuis 15 ans sans un sou.... -- Enfant de la Société -- Sott.net: http://fr.sott.net/articles/show/6553-Elle-vit-depuis-15-ans-sans-un-sou-
..."Heidmarie vend sa maison, ferme son compte bancaire et résilie ses contrats d'assurance. Elle donne tout le reste de ses biens à ses amis ou à des connaissances. Mais pas question de vivre dehors, elle tire parti de son réseau de troqueurs passionnés. Ces derniers lui prêtent amicalement leurs maisons en échange de menus services. Pour manger elle récupère les invendus des supermarchés bios de Dortmund et s'habille avec des vêtements qu'elle a troqués au marché aux puces. Elle refuse aussi d'aller chez le médecin. Toute sa vie tient dans une petite valise, avec 200€ seulement en cas de besoin.
...La vieille dame ne bénéficie d'aucune aide sociale, ne pouvant ainsi pas être qualifié de paria du système. Provocatrice ou prophète ? Heidmarie Schwermer semble en tous cas être en avance sur son temps."